Sentes sensibilidade ao glúten ou ao FODMAP?

Se achas que não tens sensibilidade ao glúten (exemplo doença celíaca) e apresentares sintomas gastrointestinais, podes ser sensível aos FODMAPs e a eliminação do glúten não resolver seus sintomas.

Experimenta uma dieta baixa em FODMAP durante 2 a 4 semanas e observar se esta é a dieta certa para ti. A dieta FODMAP consiste na remoção de alimentos que contêm frutose, lactose, fructo e galacto-oligossacarídos e álcoois de açúcar, como cenoura, beterraba, maçã, manga e mel, por exemplo, da dieta diária.

Esses alimentos são mal absorvidos no intestino delgado, são altamente fermentados por bactérias da flora intestinal e são moléculas osmoticamente ativas, causando sintomas como má digestão, excesso de gases e diarreia, que podem alternar com períodos de prisão de ventre, inflamação abdominal e cólica, sendo útil principalmente em casos de síndrome do intestino irritável.

Se sentires que não és sensível ao glúten, podes ser realmente sensível aos FODMAPs. Experimenta uma dieta baixa em FODMAP com acompanhamento do teu nutricionista (especializado) para perceber se os sintomas melhoram. Uma dieta baixa em FODMAP removerá os frutanos que foram observados neste estudo que podem ser problemáticos e podem inflamar o intestino. Se depois da dieta sentires melhoras dos sintomas gastrointestinais, segue em frente. 

Depois, durante um ou dois meses podes reintroduzir alguns dos alimentos que estavas evitando na dieta de baixo FODMAP. Posteriormente, descobrirás que muitos desses alimentos são aceitáveis, mas pode haver alguns com os quais deves  ter mais cuidado.

Dê a sua opinião sobre esta notícia

This contact form is deactivated because you refused to accept Google reCaptcha service which is necessary to validate any messages sent by the form.