Os probióticos podem melhorar a ansiedade?

Estudos sugerem que os probióticos podem ser úteis para a ansiedade, contudo são necessárias mais pesquisas.

O nosso intestino e o cérebro comunicam através do nervo vago. Por meio de várias linhas de comunicação, o sistema nervoso central (que inclui o cérebro) se comunica com os sistemas endócrino e digestivo. 

A inflamação nos intestinos é conhecida por causar sintomas do sistema digestivo e imunológico, e também inflamação no cérebro. Por este motivo, podem aparecer alterações de humor, irritabilidade e ansiedade. As mudanças na microbiota intestinal podem produzir muitos tipos diferentes de sintomas, incluindo sintomas de saúde mental como ansiedade e depressão, e perda da função cognitiva.

Alguns dos Sintomas de ansiedade:

  • Inquietação, tensão ou nervosismo
  • Cansaço
  • Dificuldade de concentração
  • Irritabilidade
  • Tensão muscular
  • Dificuldade em controlar sentimentos de preocupação
  • Problemas de sono, como dificuldade em adormecer ou dormir a noite toda, inquietação ou sono não reparador
  • Medo do futuro
  • Ansiedade social
  • Ansiedade excessiva pode gerar ataques de pânico – Palpitações cardíacas, batimento cardíaco acelerado ou frequência cardíaca acelerada, transpiração, tremores, sensações de falta de ar, sufoco ou asfixia, sentimentos de insucesso iminente ou sentimentos de estar fora de controle. 

A ansiedade pode começar no intestino.

As pessoas com problemas de saúde intestinal costumam se sentir ansiosas ou deprimidas. A inflamação intestinal pode tornar a parede intestinal permeável, o que permite que as toxinas bacterianas entrem na corrente sanguínea. Demonstrou-se que essas toxinas contribuem para produção de neurotoxinas e aumentar os sintomas de ansiedade e depressão.

Também, as pessoas com tiroidite de hashimoto ou hipotiroidismo subjacente tendem a apresentar ansiedade e depressão. E o hipotiroidismo também está intimamente relacionado à disbiose intestinal, especialmente o supercrescimento bacteriano do intestino delgado (SIBO). Assim, se melhorarmos a função intestinal podemos resolver os sintomas de ansiedade relacionados também com a tiroide.

A escolha de probióticos com base deve ser aconselhada com base no teu estado de saúde porque algumas espécies probióticas específicas, como B. infantis ou B. longum, têm ação benéfica na nossa saúde física e/ou mental. Para ansiedade ou depressão, pode incluir recomendações de “psicobióticos” ou probióticos que se mostraram promissores para condições psiquiátricas. 

A melhor abordagem é escolher um suplemento probiótico de alta qualidade de cada espécie, com maior diversidade e usar regularmente. 

Alguns benefícios dos probióticos, além de melhorar a função intestinal, incluem:

  • Melhor Humor 
  • Melhor digestão
  • Melhor Sono 
  • Equilíbrio Hormonal

Alguns alimentos fermentados também podem ser utilizados para melhorar a microbiota intestinal, porque eles contêm bactérias boas. Embora os alimentos fermentados, como kimchi ou chucrute, sejam saudáveis, eles geralmente não possuem unidades formadoras de colônias suficientes para fornecer um benefício clínico.

Da mesma forma que, os prebióticos (fibras), que alimentam as bactérias benéficas, não são necessários como suplemento, desde que tenhas uma dieta rica em fibras de frutas, vegetais, nozes e sementes.

Também, em alguns casos, uma dieta baixa em FODMAP pode um melhorar significativamente sintomas de ansiedade por melhorar a microbiota e função intestinal.

Demonstrou-se que a dieta com baixo FODMAP sozinha restaura um microbioma intestinal saudável e diminui os sintomas relacionados à Síndrome do cólon irritável, como inchaço e alterações nas fezes.  Melhorar a tua dieta reduz a inflamação intestinal, o que ajuda a melhorar muitos tipos de sintomas, incluindo ansiedade.